• 14-03-2019
  • A Nutrição no Envelhecimento

      Saiba mais sobre a importância da Nutrição no Envelhecimento

    A expectativa de vida vem aumentando, porém, esse adicional de anos de vida não está necessariamente vinculado a um envelhecimento saudável. Esse processo é de fundamental importância para que os “novos” anos conquistados sejam gozados com saúde.

    Assim, devem acontecer em condições que garantam a manutenção da autonomia e independência dos indivíduos, minimizando as possibilidades da não participação na sociedade (Lima; Silva; Galhardoni, 2008).

    Por outro lado, sabe-se também que diversas doenças que se manifestam na população idosa estão intimamente relacionadas com problemas nutricionais ou alimentares, como: níveis alterados de colesterol e triglicérides, obesidade, diabetes, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e outras.

    Esse quadro reflete-se no perfil de saúde da população brasileira, caracterizado pela predominância das doenças crônicas, responsáveis por 70% das mortes no país (Schimidt et al., 2011). Entre idosos, 75% têm pelo menos uma doença crônica e 64% duas ou mais (IBGE, 2009)

    Considerando todos esses fatores, a equipe de nutrição da Residência Primaveras, tem como missão respeitar as preferências individuais e histórico alimentar de cada paciente, enquanto trata e previne doenças que possam surgir ou se acentuar durante o envelhecimento.

    Para isso, são utilizadas algumas ferramentas:

    • Avaliação nutricional considerando: aspectos clínicos, antropométricos e bioquímicos individuais para determinar nível de assistência de cada paciente;
    • Avaliações periódicas de acordo com o nível de assistência do paciente;
    • Cardápio personalizado às necessidades nutricionais do indivíduo atendendo a consistência ideal;
    • Respeito e atenção às preferências e hábitos alimentares individuais, personalizando o cardápio de acordo com esses aspectos;
    • Oficina culinária semanal onde nossos residentes e hóspedes preparam um prato especial seguindo as regras nutricionais sem perder o encantamento do sabor
    • Participação ativa do idoso em todas as datas comemorativas e eventos, onde eles fazem consultas as próprias escolhas, sugestões e até as próprias preparações dos pratos.
    • Avaliações individuais aos pacientes
    • Suporte com suplemento e dieta enteral específico ao idoso e manipulado em lactário
    • Práticas e políticas de segurança alimentar para garantir que seja oferecido ao idoso um alimento de forma segura e higienizada
    • Uma equipe competente e comprometida, que conhece cada idoso, suas necessidades e preferências.
    • Treinamento periódico à equipe de cozinha no que tange à de manipulação e ponto correto da consistência de cada alimento.
    • Atualização do manual de boas práticas e de nutrição clínica, que asseguram nossas práticas e condutas conforme preveem (novo acordo ortográfico derrubou o acento) as legislações vigentes e conselho da categoria.
    • A alimentação é um dos únicos prazeres que mantemos durante toda a vida e uma ferramenta importante e indispensável que pode auxiliar qualquer tratamento médico, mesmo que seu papel seja restabelecer os níveis dos micronutrientes do idoso, a fim de que ele se mantenha forte para um tratamento especifico ou simplesmente para sua qualidade de vida.

    Existem ainda pesquisas e estudos que apontam que através da alimentação encontraremos a cura e prevenção de diversas doenças, especialmente as de vertentes neurológicas.

    “Que teu alimento seja seu remédio e seu remédio seja a sua alimentação!”     (Hipócrates)

    Na Residência Primaveras – Casa de Repouso e Centro Dia, nos esforçamos para manter a alimentação correta, porém sem deixar de lado o sabor e a apresentação dos pratos para que todas as refeições sejam momentos prazerosos aos olhos e ao paladar.

     

    Gabriela Garcia de Oliveira

    CRN3 - 30461


    Posts recentes